Buscar
  • Agência 2BChosen

Rebranding: o que você precisa saber para reposicionar a sua marca

O processo de Rebranding é como organizar a casa. Sabe aquele momento em que as coisas não podem mais continuar como estão, estagnadas, e algo precisa ser feito? No universo das marcas, é exatamente aí que o Rebranding entra em ação. Toda marca que deseja crescer e ter mais sucesso precisará passar por essa transição. Em resumo, ele é o responsável por recriar marcas fortes e bem consolidadas no mercado. Ao longo do texto, vamos te explicar a definição desse processo e o passo a passo para chegarmos a uma estratégia assertiva e que se conecte com a cultura empresarial.


Afinal, o que é Rebranding?


Rebranding é o nome dado ao processo de ressignificação de uma marca já ativa no mercado. A reestruturação geral de uma empresa vem com a intenção de apresentar uma nova mensagem e pode estar acompanhada de diversos objetivos, seja a vontade de atrair clientes, acompanhar tendências do mercado, mostrar a mudança na forma de conversar com o seu público ou apenas atualizar a imagem da marca. Quando falamos sobre imagem, não falamos apenas sobre a estética, mas também aspectos da cultura institucional.


Rede Globo, Burger King e Ponto Frio são alguns exemplos de grandes empresas que depois de anos consolidadas no mercado, em 2021 optaram por ressignificar suas marcas e mostrar ao público seu diferencial frente às tendências e, principalmente, ao momento de pandemia mundial que estamos vivendo.


Toda essa reestruturação é sobre um único objetivo: gerar conexões.


2021 é o ano do Rebranding. Aqui na 2B, todo Rebranding passa por etapas importantes do processo criativo. Vamos conhecer cada uma delas?


Preparação


A preparação se constrói a partir do briefing, nosso start com o cliente. Compreender a história da marca, sua atual situação, dificuldades na comunicação e aspectos identificados internamente (como a necessidade de rejuvenescimento, pontos que não se encaixam na missão e valores da empresa, etc.) é essencial para concretizar os novos objetivos de branding. Assim, alcançamos a definição clara de estratégias que se alinham às tendências, ao nicho de atuação e que se destacam frente aos concorrentes e região.




Incubação


A incubação acontece quando temos todas as informações necessárias na mesa e deixamos a busca pela solução no nosso inconsciente. É de extrema importância dar um tempinho para a mente processar tudo, ler com calma, criar conexões e regar o que já foi coletado até o momento. Aqui, não tentamos efetivamente solucionar os problemas, mas não paramos de refletir nas possíveis soluções.


Pesquisa


Hello, Google! Essa é a hora de colocar a mão na massa. Depois de algumas reuniões, vários cafezinhos e boas informações coletadas, iniciamos a busca por referências, tendências e soluções que fazem sentido. Portanto, a imersão no contexto da marca, nesse momento, já nos deixa mais íntimos da realidade em que ela está inserida.


Essa é a etapa de estimular a nossa criatividade. Como processo cognitivo, conseguimos através do conhecimento e repertório criar questionamentos que nos fazem encontrar soluções assertivas ao longo do processo. Aos poucos, identificamos uma nova essência através das tempestades de ideias e construção de moodboard - um quadro que reúne referências de cor, tipografia, imagens e materiais que se comunicam com a atmosfera da marca.


Insights


As ideias vão surgindo de forma natural, e esse é o momento da epifania. Percebemos um novo aspecto, algo mais criativo, de algo que se tornou conhecido por nós durante o processo de pesquisa. É aí que está o toque diferenciado que buscamos durante toda a criação. Os insights surgem na medida em que o repertório e a quantidade de informações aumentam dentro da pesquisa. A diversidade de conhecimento é o ponto alto de toda a criatividade. É entre um insight e outro que encontramos a ideia perfeita.


Implementação


A implementação é a fase do test drive. Após os insights, realizamos diversos testes, seja de cor, aplicação, formato ou material. Os mockups - representações gráficas - além de fazerem parte desta simulação, também estão sempre presentes no arquivo entregue ao cliente, para que ele tenha uma boa visualização do resultado.


Cases


Agora que você já conhece todas as etapas do nosso processo criativo, queremos te mostrar os resultados incríveis de duas marcas que apostaram nessa reestruturação esse ano e também passaram por todo esse processo aqui com a gente.


Restaurante Recanto Fábio



O Restaurante Recanto Fábio foi um dos primeiros rebrandings da nossa agência e o projeto foi pra lá de desafiador. Mesmo que você ainda não tenha entrado no restaurante, provavelmente o conhece. O Recanto pode ser visto com facilidade por quem passa pela Rodovia Gov. Mário Covas, uma das vias mais movimentadas de acesso a cidade de Balneário Camboriú. Assim, a mudança seria perceptível tanto para quem só conhece de vista como para quem é cliente fiel.


Pelo tempo de existência da marca, o desafio foi ainda maior: transmitir com mais clareza a essência construída em tantos anos, comunicar a sofisticação do ambiente e a qualidade dos pratos servidos. Depois de uma imersão completa do nosso time na experiência proporcionada pelo restaurante, esse foi o resultado.



Farizel & Santos Advogados



O projeto de rebranding da Farizel & Santos veio como necessidade por parte de advogados de propõem uma nova advocacia, um novo modelo de negócios, e uma nova forma de pensar a cultura institucional como um todo. Partindo disso, o objetivo foi comunicar essa essência explicitamente no visual da marca. Considerando que o visual da maioria dos escritórios de advocacia segue um padrão, o rebranding da marca seria um destaque.


Se você chegou até aqui e ainda está se perguntando ‘’por que mudar?’’, queremos te convidar para conversar sobre o assunto com uma equipe especializada. Entre em contato conosco!

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo